img

Breathing Words

Balões e bolas de sabão

Publicado por Ana Matos á(s) 2017-03-08 10:20:14

img

A minha filha gosta muito de balões. E como ela é a minha Guru (explico isto noutro post), tenho de tentar perceber sempre o significado da simplicidade dos seus gostos. Tal como os balões, as bolas de sabão, também. A mim, remete-me para AR. E ar, mais do que ‘aéreo’ é liberdade. Só me preocupa a questão da inconstância e da vulnerabilidade. Os balões e as bolas de sabão duram muito pouco tempo. E depois penso, será que ao sermos livres somos também mais vulneráveis? Hm… E ao pensar nisso, a melhor resposta que poderei dar (a mim mesma) é: ‘sim’. Liberdade, implica, abrir o nosso coração, aos outros, ao mundo, ao Universo. Deixar que a nossa Alma seja livre e leve, como uma Bola de Sabão, implica sentir as emoções, mas depois fundir-nos com o mundo sem que tenhamos perdido a forma inicial. Podem pensar, mas calma, que metáfora levada a um extremo! Sim, aqui talvez seja o meu lado exagerado de Sagitariana a falar. Nós não somos, obviamente, tal como os balões e as bolas de sabão, mas podemos sempre poeticamente comparar-nos a elas. A instabilidade, e vulnerabilidade da vida, é ali retratada, na bola de sabão… E como fica a minha pequena Guru, concentrada, a vê-las formarem-se e suavemente desaparecer ou a saltar, para agarrá-las rapidamente e desfazê-las. A vontade de as fazer desaparecer, para que outras surjam, numa brincadeira constante, que quase me hipnotiza. E lá fico eu a meditar nisto, enquanto pequenas bolas se formam, e brilham, no ar… e a minha pequena Guru salta… e eu, suspiro, uma e outra vez. Até que ela se cansa de apanhar bolas de sabão, e me pede para encher balões. Esses sim, mais resistentes, que parecem imitar a nossa barriga, quando a enchemos de ar, num exercício de yoga. Quer que encha muitos balões, e depois espalha-os por todo o lado, e brinca com eles. Mostra-me ela a vulnerabilidade da vida através do AR. AR, que transporta VIDA, VIDA que está no PRANA, energia vital à nossa volta, e dentro de nós. Ar é vida, vida é prana, prana bem direccionada leva a grandes realizações. Liberdade de circulação do prana é o grande objectivo… E quanto mais leves, como um balão, mais livres, e mais facilidade temos para respirar, e para VIVER. Obrigada, filha.



Comentários




Deixe um comentário